Skip to main content

Exposição “Das teias – O tear como lareira (e os contos ao luar)”

Atualizado em 13/04/2021

Até dia 27 de junho está patente ao público, na Igreja da Misericórdia, no Castelo de Viana do Alentejo, a exposição “Das teias – O tear como lareira (e os contos ao luar)”, de Isabel Cartaxo.

Inicialmente prevista para janeiro, esta primeira exposição do ano de 2021 do Ciclo de Exposições Temporárias da Igreja da Misericórdia de Viana do Alentejo/Castelo promovida pelo Município de Viana do Alentejo com o apoio da Direção Regional de Cultura do Alentejo e Junta de Freguesia de Viana, traz-nos a imaginação tecida pelas mãos que trabalham entre as linhas do tear.

A exposição de têxteis de Isabel Cartaxo pretende mostrar facetas do seu trabalho, inseridas na reflexão sobre a passagem do tradicional ao contemporâneo. Aprender com o passado, propondo reflexões sobre modos evolutivos e inovadores de expressão artesanal.

Isabel Cartaxo é artesã têxtil. Dados os primeiros passos com Gisella Santi, cedo enveredou por um percurso que se distingue pela dedicação, curiosidade e experimentação.

Natural de Lisboa, fixou-se no Alentejo como opção consciente de modo de vida. Esta escolha permite-lhe criar um pequeno rebanho de ovelhas Campaniças, que lhe fornece matéria-prima preferencial, bem como agir em todo o ciclo da lã, embora trabalhe e experimente outras fibras.

A sua instalação em Vale de Gatos, Viana do Alentejo, proporciona-lhe uma proximidade com a natureza que lhe oferece justamente o contacto direto com a matéria-prima, incentivando a experimentação também no campo das plantas tintureiras e do material vegetal que pode introduzir na tecelagem.

Em Vale de Gatos disponibiliza o seu ateliê para oficinas e residências que englobam todo o ciclo da lã, da tosquia ao produto acabado.

A exposição pode ser apreciada entre as 10h00 e as 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste