Chocalhos

«Muitas são as localidades, vilas, cidades ou aldeias, que através dos tempos conseguem manter uma especialização industrial ou artística, que é como que o fácies característico e inconfundível que as torna conhecidas. Alcáçovas também possui a sua indústria própria, especial, única, os chocalhos, através dos quais o seu nome se tem tornado conhecido...»

A produção de chocalhos constitui a principal indústria da povoação de Alcáçovas que os fabrica desde o século XVIII, e cujo segredo se mantém na posse de algumas famílias que o vêm transmitindo de geração em geração, levando-o consigo quando emigram. Deste modo, é possível encontrar aqueles objectos de artesanato em Serpa, Estremoz e Portalegre.

Hoje, o fabrico destes objectos continua a processar-se exactamente do mesmo modo, e as oficinas mantém o mesmo aspecto de há 200 anos. Mas, o seu número tem vindo a diminuir drasticamente. Ainda há 40 anos havia dezasseis oficinas, das quais actualmente apenas três funcionam.

Os chocalhos eram usados para pendurar ao pescoço de alguns animais (os guias), à volta dos quais se juntavam os outros enquanto pastavam. Também serviam para indicar o paradeiro das reses mais gulosas quando estas se afastavam da manada para os campos semeados. Actualmente, o sistema de limitar as zonas destinadas à pastagem com cercas aramadas está a fazer cair em desuso a utilização dos chocalhos

Os ganadeiros tinham orgulho em apresentar os seus animais munidos de chocalhos ornados com as iniciais da casa agrícola a que pertenciam e pendurados ao pescoço por coleiras de couro cravejadas e trabalhadas. Essas coleiras eram presas segundo dois sistemas: com fivelas de metal ou peças de madeira (cáguedas), também primorosamente decoradas.

Os chocalhos têm nomes diversos conforme os tamanhos, que podem ir desde os 2 aos 50 cm de altura. Os de formato grande destinam-se ao gado vacum e cavalar e a alguns bodes guias. Os médios aplicam-se no gado lanígero e os pequenos em animais domésticos. Hoje, são vendidos principalmente para fins decorativos e os compradores e coleccionadores, sobretudo estrangeiros, preferem adquirir os chocalhos já usados.

(Adaptado de Mário do Rosário - A vila de Alcáçovas – 1924)

 

Os Chocalheiros

Chocalhos Pardalinho

Rua dos saberes e Sabores, Nº12 - Zona Industrial de Alcáçovas
7090- 020 Alcáçovas
tel. 266954427
telm. 960100696 / 968685101
web. www.chocalhospardalinho.pt
email. geral@chocalhospardalinho.pt
coordenadas. 38°23'04"N 8° 8'57"W


Joaquim Sim Sim

Rua da Esperança, 108
7090- 029 Alcáçovas
tel. 266954138
fax. 266948128
coordenadas. 38°23'33.49"N 8° 9'9.86"W


Gregório Sim Sim

Bairro Fragoso Rua A, n.º 1
7090- Alcáçovas
tel. 266954270
coordenadas. 38°23'37.87"N 8° 9'25.48"W 
  

ESQUILAS

Rodrigo Sim Sim

Travessa de S. Teotónio, n.º 1
7090-998 Alcáçovas
telm. 914873447

email. cidaliasimsim@iol.pt
coordenadas. 38°23'33.66"N 8° 9'17.03"W
 

MUSEU DO CHOCALHO

João Chibeles Penetra
Rua da Esperança, 154
7090 – 029 Alcáçovas
contacto: Posto de Turismo de Viana do Alentejo
coordenadas. 38°23'34.32"N 8° 9'3.25"W


 

Informações Adicionais

© 2013 - Câmara Municipal de Viana do Alentejo Termos de Responsabilidades Condições de Privacidade made by |create| it |